28 de novembro de 2011

Polêmicas da Maternidade: Parto


Sem dúvida é o assunto que mais gera polêmica na maternidade.
Quando me descobri grávida, eram várias dúvidas (mesmo sendo aux de enfermagem), fiz estágio no Centro Obstétrico e vi alguns partos, observei o quanto alguns hospitais impõe o tipo de parto. Normalmente os particulares indicam mais a cesárea por poder ser marcado e acabar sendo melhor para o médico, nos públicos é o parto normal. E desde o estágio até a descoberta da gravidez me via numa situação delicada, pois sempre fui a favor do parto normal e sempre quis que fosse, porém me batia um medo de na hora não ter como ser normal e mesmo assim ficarem forçando.
Nunca fui de criticar quem escolhe cesárea, e as vezes nem é escolha e sim a situação que se encontra, mas mesmo sendo escolha ou não, deve ser respeitada por todos.
O grande problema do ser humano é julgar as escolhas do próximo, e não adianta, ninguém agrada a todos, uns vão falar para ser parto normal e outros cesárea.
Eu me informei mais e mais, tirava dúvidas com professores do curso, pesquisei em livros e na net, e decidi o que queria, parto normal, porém qualquer dificuldade que houvesse e fosse prejudicar meu bebê queria imediatamente a cesárea.
Entendo perfeitamente que apoia completamente o PN, mas nem sempre o que dá certo para uma mulher dará para a outra, e não falo só do corpo, falo também da educação, de seus medos, crenças.
A Malu nasceu de PN, deu tudo certo, mas não é por isso que vou sair falando para toda grávida para fazer PN.
Existe vários tipos de partos:

Parto Normal (ou vaginal)
Parto Natural
Parto cesárea (ou cesareano)
"Parto sem dor"
Parto de cócoras ou Parto das Índias
Parto Leboyer ou Nascimento sem violência
Parto na água
Parto a fórceps
Parto de Coração ( Não precisa necessariamente ficar grávida para ser mamãe)

Independente da escolha que fizer faça consciente, com informações, tire todas as dúvidas, não tenha medo de perguntar, se não entender algo peça esclarecimentos.
Compreenda que esse momento é apenas do seu bebê e seu(claro do papai também, mas nem sempre o mesmo dá a devida importância a situação), e dependendo de como for pode ser maravilhoso ou traumatizante.

10 comentários:

Dani Mãe da Sophia... BH,MG disse... [Responder comentário]

Oi Aline...Tudo bem?!
Só depois de ter tido uma cesárea sem informação é que pensei que poderia ter tido um PN. Pelo bem do meu bebê e pelo meu bem.
Mas agora sei o que é melhor e espero que no próximo eu possa ter opção.
Abs, e boa semana!

Minha Filha Minha Vida disse... [Responder comentário]

sim tb tive parto normal e tb deu tudo certo .... mas tenho uma amiga aqui no serviço que esta gravidinha e eu vivo falando para ela ficar tranquila que independente de como for será o melhor ...

beijos e uma linda semana !!

Bruna A. Rolemberg disse... [Responder comentário]

Eu tbm odeio esses debates, acho que cada um sabe o que é melhor pra si e não é porque uma mãe teve PN é mais mãe do que quem teve PC...porque é isso que eu vejo na maioria dos debates sobre parto
Adorei seuu post e vc esta certa.

Beijos
http://bruna-manoel.blogspot.com/

Dani Lunkmoss Lohmann disse... [Responder comentário]

Ai, amiga, esse assunto é tão difícil de comentar, pra mim...
Meu parto foi tão complicado!

Por isso eu não digo que PN é melhor que Cesárea, ou vice versa...

Mas digo que as futuras mamães têm que se informar muuuito bem sobre como são os partos, para não correrem o risco de passar pelo que eu passei. :(


Beijos.

Genis disse... [Responder comentário]

Aline, essa postagem até combina com a minha! hehe
Vi seu recadinho lá no meu blog e se puder passar lá de novo... é que reformulei a postagem e tô pedindo o apoio das amigas!!
Bjus, Genis ♥

yahhh disse... [Responder comentário]

Sabe, em um país como o Brasil não sei se pode ser julgado quem opta pela cesárea. O que eu penso é que quando a gente decide ser mãe, a gente tem que abdicar do que é mais fácil, do que a gente prefere, pelo bem dos nossos filhos. O PN é, sem dúvida nenhuma, o melhor tipo de nascimento, em uma gestação normal. O problema é que no Brasil a cesárea ultrapassou 50%, sendo que o recomendado pela a OMS é bem abaixo disso. E a gente acaba tendo que cesárea é uma cirurgia tranquila, que é melhor, mais fácil. Esquecemos que em qualquer outro lugar do mundo, o normal é o PN. Fico triste mesmo por não ter tido peito e ter meu PN, ainda dói em mim não ter dado um nascimento mais digno pra minha filha. Mas independente disso, acho que o respeito é fundamental, né? É a base de todos os relacionamentos! Beijos

Ana Carolina Amado disse... [Responder comentário]

Ser mãe é muito mais que um parto!

Beijos,

Ana Carolina

sheR disse... [Responder comentário]

Confesso que eu queria um parto na água...
Mais na hora do pega pra capar eu acabei tendo cesarea...
Pensei que seria muito mais dificil pelo que todos falavam, porém no 5º dia eu ja estava totalmente recuperada...
Como vai de mulher pra mulher eu nao recomendo, mais eu também nao saio falando que é a pior coisa do mundo como falaram pra mim...
bjO

"Maria Heloisa" disse... [Responder comentário]

Concordo plenamente o importante é fazer o com que vc se sinta segura e traga segurança para o nascimento do seu bebê,
Beijinhos ♥

Débora Nunes disse... [Responder comentário]

Amiga meu parto foi cesaria pois a Clara estava sentanda... Como você queria muito ter tido PN, mas ela não quis... rs

Não critico ninguem sobre escolha de partos, mas acho que devemos ver o que é melhor para nós e os bebês!

E apesar de não criticar ninguem já ouvi comentários bem maldosos por ter tido cesária, algumas pessoas nem chegam a perguntar se foi escolha minha ou não! Fazer o que né? Prefiro ignorar... rs

Beijos

Postar um comentário

Comenta vai?! Vamos Amar!!!

Beijos Nossos